domingo, 16 de agosto de 2009

AMIGOS MAIS AMIGOS

Há momentos em nossas vidas que preferimos calar e deixar que o silêncio fale aos nossos corações, isto, porque muitas vezes, palavras não são suficientes para traduzir as nossas emoções. Nesse momento, porém, eu decidi abrir meu coração para expressar sentimentos até então adormecidos.

Dizem que a felicidade é construída por momentos e os bons momentos duram o tempo suficiente para se tornarem inesquecíveis.
Pois bem! Durante minha estada em Areia, muitas pessoas cruzaram o meu caminho. Há quem diga também que cada pessoa que passa em nossa vida é única. Sempre deixa um pouco de si e leva um pouco de nós. Mas, há aqueles que deixam marcas tão profundas que mesmo distante, trazem lembranças de momentos maravilhosos enquanto cruzavam com o nosso caminho. E é sobre esses que eu quero falar. Os amigos mais amigos do meu PAI Jose Antonio.

Muitos... Assim como ele... Já não estão aqui. Mesmo assim, abro um parêntese, neste cantinho para lhes expressar palavras de carinho e reconhecimento.

São eles: Severino José, Antonio Fumeiro, José Araujo, Senhor Manoel Silvano, Geraldo Silvano, Assis Silvano, Seu Joran, Tercino, Senhor Jose Henrique, Martinho do Cartório, Su, Senhor Elídio, Seu Antonio da Padaria, Senhor Pedro Tavares, Oscar Targino, Senhor Antonio Vital, Senhor Ismaldo Baracho, Sr. Ivo Vilanova, Senhor Geraldo Baracho, Senhor Dermário da Farmácia, Senhor José Teixeira, Senhor Moreira, Juca, Enoque Verdureiro, Martelo Cabeceiro, Manoel Flor, José dos Santos (Zé Perna), Sr. Luís Coelho, Sr. José Colomofo, Sr. Antonio Moisés, Sr. Marcolino, Sr. Ademar Paulino, Beba, Amauri Bolinha, Sebastião Camundá, Seu Vavá, Sr. Antonio Ferreira e Neco.

Se a minha memória falhou com relação a alguns eu peço perdão, aos citados, no entanto, eu só tenho a agradecer a amizade despreendida.

O tempo passou... Nos perdemos de vista, mas vou lembrar de vocês sempre como homens de honra... Amigos e companheiros de longos anos de lutas e de vitórias. Homens cujas vidas foram marcadas pela humildade, confiabilidade e integridade. Homens simples... Que muitas vezes, pela história não são notados. Eu, porém, aprendi que Deus nem sempre escolhe indivíduos brilhantes, de aparência elegante para levar adiante seus projetos e realizar seus propósitos. Não. Muitas vezes Ele escolhe o mais humilde ou o mais anônimo entre os homens como fez com Davi. Deus olhou para um pastorzinho, lá nas colinas de Belém que guardava as ovelhas do pai, e disse: “Este é o homem”. E foi assim que “um ninguém que ninguém notou” foi transformado no maior rei de todos os tempos.

Assim sendo, eu tenho certeza, que tanto os que já se foram como os que aqui ainda estão... Se pudessem se juntar numa só voz com meu amado e inesquecível pai, faziam suas as palavras do Dr. Augusto Cury: Construí amigos, enfrentei derrotas, venci obstáculos, bati na porta da vida e disse-lhe: Não tenho medo de vivê-la.
A todos vocês, que meu pai chamava de “amigo”, os meus sinceros cumprimentos!!!

2 comentários:

Alves disse...

SEI QUEVC NÃO É OBRIGADA A LEMBRAR-SE DE TODOS, MAS O PLANTEL É MUITO MAIOR, POIS CONHECI OUTROS MAIS: AFONSO DA AGUA, PAI DE SALETE E IVONETE, AFONSO ANDRE PAI DE JOÃO, ANTONIO DE NUTA, ZÉ CANDIDO DE MATA LIMPA,MANÉ PEBA QUE IA PRA ARARA TODO SEGUNDA-FEIRA COM O MESMO, ENOQUE DA VELHA E.A.N,SEU RODRIGUES EX MOTORISTA DO SR.JOSÉ HENRIQUE,E EM CUJA CAMINHONETA NOSSO PAI FAZIA A FEIRA DE ARARA VIA MATA LIMPA,MANGABINHA, PIRAUA E RIACHO FUNDO ATÉ ARARA;OLHA MINHA IRMÃ O PLANTEL É BEM MAIOR, E AOS POUCOS EU VOU ACRESCENTANDO POR AQUI.

Bete disse...

Fique a vontade!
É muito bom quando lembramos das coisas que acalentam os nossos corações.