segunda-feira, 12 de outubro de 2009

DOCUMENTÁRIO

Grande foi a minha emoção e felicidade, quando recebi por e-mail, o documentário abaixo do meu conterrâneo, ex colega de trabalho na velha SAELPA, amigo do peito, Antonio Matias, o China, como o chamávamos de forma amigável na nossa querida e saudosa terrinha.

De autoria de Rômulo Pina, o texto impressiona, não somente pela expressão de amor e saudade conforme foi escrito, mas, pela surpreendente memória do seu autor. Assim, sendo, é com muito orgulho, emoção e respeito, que passo a incluí-lo nas minhas trilhas, postando-o logo abaixo em toda a sua íntegra.

DOCUMENTÁRIO

Ainda menino,tenho belas e eternas lembrancas do Ginásio Coelho Lisboa(Tempo do Pe. Leticio), e depois Colegio Estadual de Areia, no tempo em que a nossa Diretora foi Dona Violeta Brito Lira.
Desde 1965 quando fui fazer o teste da Terrivel Admissao(Vestibular das Criancas) no Colegio Estadual que era vizinho a casa onde residia a Rua da Gameleira 499,recebi um convite do Prof. Fernando Peixe,tambem conhecido como Seu Mota,seu Mota Peixe,Prof.Fernando Peixe,Prof.Peixe,Seu Fernando,etc,para ser integrante da Banda Marcial do Colegio.
Naquela epoca eu bem franzino com apenas 11 anos de idade,havia passado no rigoroso Concursso de Admissao onde com muito orgulho, ia para a Primeira Serie Ginasial.De pronto aceitei o convite do Prof.Fernando Peixe,para tocar Corneta.
Como eu era naquela epoca(1965) o Mascote da Banda Marcial,a unica Corneta que existia era uma Corneta que todo mundo rejeitava,pois era velha,furada, e enferrujada,mas mesmo assim eu aceitei o convite,uma vez que o sonho de tocar na Banda Marcial para mim superava todos os limites impostos.Todo ano tiravamos em primeiro lugar no Concursso Paraibano de Bandas e Fanfarras,onde varias Radios Paraibanas transmitiam ao vivo o nosso belissimo Show.Era um orgulho para nossa pequenina e pacata cidade Areia conseguir tamanha facanha de seus filhos que tinham a frente a competencia e a honestidade de um Maestro que era considerado um pai para todos nos que se chamava Professor Fernando Peixe.
Como era bem fraquinho,nas duas primeiras semanas de tanto tocar Corneta,ficava com problemas de respiraco,e toda noite era um sufoco para conseguir dormir.
Como o Prof. Fernando Peixe era uma pessoa rigida,mas sobretudo compreensiva,expliquei meu problema para ele,e perguntei se nao podia tocar outro instrumento.Ele me disse que sim e arranjou uma Caixa-de -Guerra para mim.
Passei nao mais que um mes,e em seguida fui tocar Tarol.Tambem nao durou muito tempo para consseguir o instrumento ideal para mim que foi um Surdo.Neste eu passei muito tempo na Banda tocando,e em algumas evolucoes da mesma,fazia o papel de Surdo-Mor,tocando sozinho.As vezes acompanhava sozinho Tarolistas famosos como Hildebrando Marinho do Monte ,Hermano filho de D. Da Luz,Ze'Pequeno, e o nosso grande Banana(Filho de Sr. Antonio Apolinario)fazendo seus incriveis sons acompanhados com dificeis malabarismos que so'eles sabiam fazer.Este ultimo so'faltava morder ou engolir a lingua com tanta inspiracao que fazia...
Depois de passar por todos estes intrumentos,finalizei tocando por um bom periodo Bombo.
Tudo isto somou nada menos que 13 anos de Banda Marcial,desde da epoca do PELOTAO ELETRICO,ate' os idos de 1978,periodo em que conclui meu Cursso de Agronomia.
Mesmo curssando Agronomia,o Prof. Peixe me chamava para fazer parte da Banda e representar Areia em apresentacoes em outras cidades.
Recordo-me de muitos colegas da Banda desde o tempo de Pe. Leticio tais como:Gabriel Pince',Batista,Ze'de Souza(Cornetao),Toucha e Eleoterio(Tuba),Roney e Aderaldo(irmao de Ze'de Souza),estes tocavam Pratos,Corneteiros como Antonio Ribeiro(Tonhito), Ze'Lopes,Marcos Franklin,Fernandinho,Damasio,Nezio, Precocy e Jurandir Chaves,Leonardo Jardelino, Maciste,
,Macarrao,Salatiel Coelho,Aladim, Antonio Matias (o China),Antonio Gouveia (o Antonio de Ciro), Antonio Inacio,Caixas de Guerra como Mercedes,Antonio Acacio,Carlos Caldas e Toinho de Alcides Rosas, Saulinho e Alexandre Brito Lira,Tarol-Hildebrando do Monte,Ze'Pequeno, Banana,Aderaldo,Newton,Joao Barreto,Martinho e Nazareno Teotonio,Surdo-Nelmar Peixe,Crispiniano,Romulo Pina,Gilberto Simoes,Normando Perazzo,e Bombao-Ze'Maria,Marcelo Henrriques, Tida,Reginaldo Teixeira,Moacir de Joaninha,Luiziho,Normando Perazzo,Mario Ronaldo,Romulo Pina, e Crispiniano,dentre muitos outros amigos e companheiros que nao me recordo neste momento.
Recordo-me perfeitamente da Alvorada que era tocada em 4 vozes a partir da 4 horas da manha no oitao da Igreija da Matriz pelos melhores Corneteiros da Banda. no dia 7 de Setembro..Tonhito,Ze'Lopes,Fernandinho,Marcos Franklin,e Damazio,sob a regencia e coordenacao do nosso inesquecivel Prof. Fernando Peixe.
Uma das coisas que me chamava a atencao alem dos belissimos dobrados e dificeis evolucoes como o BAILADO dentre outras,era a introducao da musica A PONTE DO RIO KUWAIT,onde todos nos aniciavamos o show da BANDA MARCIAL,assobiando esta bela cancao.
A nossa apresentacao era encerrada com o Toque do Galope,forte,rapido,bonito,e arrazador!!!Era de arrepiar qualquer um expectador.
Recordo-me de Fatima Cardoso nossa colega de turma,que ficava a frente da Banda Marcial nos dias de desfile.,bailando.Sua beleza natural chamava a atencao de todos.

Desde a disputa politica entre Elson Cunha Lima e os Brito Lira,tendo D. Violeta a frente como nossa Diretora do Colegio Estadual desde o ano de 1965, sempre a partir dos anos 70 comemoravamos o dia 7 de setembro em nossa cidade com antecedencia de 1 semana.(Coisas de Politica Partidaria mesmo).
Como premio,todos componentes da Banda Marcial viajavam em um Onibus para a cidade de Catole'do Rocha-Pb ,e la'desfilavamos garbosamente no dia 7 de setembro,dando aquele particular Show de apresentacao com belissimos dobrados e evolucoes pela cidade.
A noite,todos ja'apresentados a Comunidade,era o momento de descontracao,onde iamos para a Praca principal da cidade,a procura de namoradas.Cada um que contasse suas facanhas e vantagens.
Muitos se davam bem,outros ficavam na espectativa de sobrar alguma coisa.Os mais espertos,garbosos e galanteadores,ficavam com as melhores meninas que por ali iam em busca de seu principe encantado.Era muito divertido.
Lembro-me muito bem do que o Jurandy Chaves (mais conhecido como Catota ou Popeye),filho do Sr. Derocy Chaves comentou,dizendo que tinha arranjado 3 namoradas na noite,e ainda tinha tomado a namorada do seu melhor amigo Macarrao.
O Luizinho filho do Sr. Lira, o conquistador e galanteador da turma,entrou pelo cano naquela noite.Alguem da turma saiu espalhando a noticia as meninas da cidade que ele estava tentando conquistar,que ele era muito enrrolao e enganador.Com esta fama em poucos minutos,o coitado deixou de competir com o Velho Catota e seu irmao Precocy,mais conhecido como Prea'.
A viagem de Onibus que durava quase 10 horas para ir e 10 horas para voltar de Catole do Rocha,era uma animacao geral,onde a batucada nao parava um so'minuto,e varios artistas,comicos e cantores ,entravam em cena.
Na volta,cada um que contasse as peripecias que aprontou com suas namoradas nesta viagem.

Por volta de 1969/70,a Quadra de Esporte do Colegio Estadual de Areia,foi construida pelos proprios alunos.
Recordo-me que a aula de Educacao Fisica sob a coodenacao do Prof.Peixe,era executada pelos seus alunos,os quais transportavam,pedras,tijoulos,ferros,sacos de cimento,areia,tudo para a contrucao da Quadra.
Eu e muitos dos nossos amigos trabalhamos duro na sua construcao.
Quando foi inaugurada,a Quadra que deveria ter o nome naquela epoca de Quadra Plinio Lemos em homenagem ao ilustre Deputado Estadual,por decisao da grande maioria dos Estudantes,foi mudada para Quadra de Esportes Prof.Fernando da Mota
Peixe,mediante varios protestos dos alunos,que nao admitiram a ideia inicial do titulo.
Merecidamente o nome do nosso inesquecivel Professor Fernando Peixe ficou para sempre na historia de nossa cidade.

Finalizando,gostaria de pedir minhas desculpas por nao ter mencionado mais nomes de pessoas que passaram pela Banda Marcial ou Pelotao Eletrico,o que torna-se dificil para mim me lembrar do nome de todos.
Caso as pessoas que receberem este e-mail possam acrecentar mais historias reais com nomes e fatos interessantes,seria importante acrescentar estas historias e relatos que fizeram parte e marcaram para sempre as nossas vidas ,em um documento maior.Para resgatar e refrescar um pouco nossas memorias de nada menos que 45 anos,escrevi este documentario.

So'tenho a agradecer a magnifica diciplina e educacao que tivemos desde o tempo do Pe. Leticio no antigo Coelho Lisboa,a D.Violeta Brito Lira e muitos outros Diretores que passaram pelo Colegio Estadual de Areia tais como :Jose Soares,Maria do Carmo Carneiro de Araujo(Carmu),Antonio Fernando C. de Araujo dentre outros,por terem se esforcado para manter a Ordem e a Diciplina Educacional em nossa querida Areia,terra da Cultura e do Turismo.

Um grande abraço saudosista para todos,
Romulo Pina


10 comentários:

Edmundo disse...

Saudades,saudades,vc Romulo veio acordar estas reminiscencias de dentro de mim!!! Mana, esta cronica de saudosismo éuma das mais rica que te enviaram. Antonio Matias o China não sabe de uma que aconteceu comigo naquela Banda marcial: seu MOTA PEIXE me entregou uma corneta e como eu não tinha bocadura para a messma pois na época eu já era aprendiz de clarineta,decidi em silencio tocar a dita corneta sem o bocal,quando de repente seu PEIXE descobri tal façanha reuniu todos os feras componentes da fanfarra para mostrar a descoberta de ter um componente de sua banda executando aquele instrumento sem o bocal. Meu Deus que decepção eu passei!!! Parabens Toim Matias,vc e minha mana são demais e Romulo foi meu contemporaneo de andanças pelas ruas de minha querida AREIA>

Edmundo disse...

Saudades,saudades,vc Romulo veio acordar estas reminiscencias de dentro de mim!!! Mana, esta cronica de saudosismo éuma das mais rica que te enviaram. Antonio Matias o China não sabe de uma que aconteceu comigo naquela Banda marcial: seu MOTA PEIXE me entregou uma corneta e como eu não tinha bocadura para a messma pois na época eu já era aprendiz de clarineta,decidi em silencio tocar a dita corneta sem o bocal,quando de repente seu PEIXE descobri tal façanha reuniu todos os feras componentes da fanfarra para mostrar a descoberta de ter um componente de sua banda executando aquele instrumento sem o bocal. Meu Deus que decepção eu passei!!! Parabens Toim Matias,vc e minha mana são demais e Romulo foi meu contemporaneo de andanças pelas ruas de minha querida AREIA>

fatima disse...

Amiga Bete, grande poder mental tem a SAUDADE! Me transportei à minha infância...agradeço ao amigo Rômulo, pois ao escrever esse documentário me reconduziu ao 7 de setembro de 1965...fui com muito orgulho baliza desta Banda Marcial que nos orgulhou com tantos elogios merecidos. Chorei...pois as lágrimas cristalizam as lembranças mais felizes que nosso ser jamais esquecerá...amei!!
Muitos lembrados pelo amigo são figuras jamais esquecidas...
Seu Fernando Peixe, mestre que o coração enaltece...
Adorei amiga, mesmo compreendendo que o amigo exagerou nessa "beleza natural da minha pessoa"...éramos todos belíssimos, isso sim, nesse palco da vida, nesses momentos indiscutivelmente Belíssimos e Maravilhosos. Amo minha terra, amo meus amigos...jamais, por motivo nenhum, apagarei minhas lembranças...sou FELIZ!!!!

Anônimo disse...

O MEU NOME É ANTONIO BARBOSA FILHO, CONHECIDO POR COBRHA. A MINHA MAIOR ALEGRIA DE TODA MINHA VIDA, FOI SER ALUNO DO GRANDE SAUDOSO PROFESSOR FERNANDO MOTA PEIXE. NO ( ANTIGO ) GINASIO SÃO JOSÉ, DE ALAGOA GRANDE-PB. NO ANO DE 1963. LEMBRO-ME MUITO BEM QUANDO ELE CHEGOU PARA FAZER TESTE COM VÁRIOS ALUNOS DAQUELA ÉPOCA, E ENTREGOU UMA CORNETA COMPRIDA A MIM E DISSE, LEVE PARA CASA E , DE HOJE A OITO DIAS EU VENHO OUVIR O QUE VOCE APRENDDEO. NAQUELE MOMENTO, AS LÁGRIMAS DE FELICIDADES CAIAM SEM PARAR. NA DATA MARCADA, CHEGA O GRANDE PROFESSOR, E REUNE MAIS DE 20 ALUNOS PARA AQUELE TESTE TÃO ESPERADO. COM A SORTE DO DESTINO, EU FUI O PRIMEIRO A TOCAR UM DOBRADO MUITO CONHECIDO POR TODOS DA CIDADE DE AREIA-PB. NO FINAL DA QUELE TESTE, ELE DISSE ''VOCE É UM COBRHA MESMO'', VAI FICAR TOCANDO ESTA CORNETA. PARABENS. - DESDE 1963 ATÉ HOJE, TUDO QUE APRENDI, AGRADEÇO AO GRANDE MESTRE DAS BANDAS MARCIAIS. PRINCIPALMENTE DA BANDA MARCIAL DO COLEGIO COELHO LISBOA.PARA MIM. ELE FOI E SERÁ O KING OF KING DAS BANDAS COLEGIAIS DE TODOS OS TEMPOS. TUDO QUE EU SEI E TUDO QUE EU TENHO, AGRADEÇO A SUPER COMPETENCIA DESTE MESTRE, QUE SE FOI PARA A ETERNIDADE.- PARA QUEM NÃO SABE, O SEU ESPÍRITO FICOU DENTRO DE MIM, PARA DA CONTINUIDADE A ESTE BELISSIMO TRABALHO DENTRO DAS BANDAS, POR ONDE EU PASSO. SEMPRE DEIXO TUDO O QUE ELE ME ENSINOU. - JAMAIS VOU ESQUECER ESTA LIÇÃO DE VIDA. - UM GRANDE ABRAÇO

Anônimo disse...

menos cobrha pois você não tem cacife para ser o herdeiro das doutrinas do grande mestre dos mestres senhor Fernando M. Peixe
eu conheço seu trabalho em Alagoa Grande PB e digo com todo respeito, se o senhor Fernando fosse assim como vc ele tava todo errado!

Antonio Barbosa disse...

GRANDE AMIGO,(anonimo) COM CERTEZA,O MAIOR ERRO, FOI O SEU. EM DIZER QUE ''SE Sr. FERNANDO FOSSE ASSIM COMO EU'' ELE ESTAVA TODO ERRADO. É AÍ ONDE VOCE SE ENGANA, PORQUE, TUDO QUE ELE ME ENSINOU, ESTÁ MUITO BEM GRAVADO NA MINHA MASSA SEFÁLICA, PERMITIDO PELO GRANDE ARQUITETO DO UNIVERSO. NO MEU CONHECIMENTO ESPIRITUAL, Sr FERNANDO PEIXE E EU (Antonio Barbosa Filho Cobrha),É O MESMO ESPÍRITO. A ÚNICA DIFEREÇNA,É QUE ELE CONVIVEU NA CIDADE DE AREIA-PB, E EU EM ALAGOA GRANDE-PB. NÃO É ATOA QUE A MELHOR FANFARRA DO NORDESTE , E A - P A R A Y B A N D A, COMANDADA POR MIM, ATRAVES DO ESPÍRITO DO KING OF KING DAS BANDAS:PROFESSOR FERNANDO MOTA PEIXE. - EU AINDA TENHO RESPEITO PELO GRANDE MESTRE QUE SE FOI,E AGRADEÇO DE CORAÇÃO PELO ''RESPEITO'' QUE VOCE TEM A MIM. - O PROFESSOR PEIXE NUNCA ERROU,E NEM EU VOU ERRAR EM TUDO QUE ELE ME ENSINOU - FICA COM DEUS.

nelmar junior disse...

Nelmar Junior,

Gente fico feliz por fazer parte da vida do Sr.Peixe como o chamam.Sou neto e muito me orgulho por meu avô,pois sempre foi uma pessoa correta,um exemplo de homem.Em sua vida pessoal também não deixava passar desapercebido sua rigidez e perseverança,e não seria diferente a frente da banda marcial.Pois era algo que gostava muito de fazer e sempre buscava o melhor de sua equipe.Daí apareciam os resultados,resultados estes indescritíveis feitos por todos vocês.Muitas vezes lembro ainda pequeno que acompanhava algumas das viagens que vocês faziam para tocar e a cada evolução que faziam me arrepiava.As pessoas paravam para verem vocês tocarem,e isto ninguém jamais poderá tomar de vocês.
Na sua partida quando papai do céu o chamou,não consegui chorar até o momento que sai da igreja preso a uma das alças no seu velório.
O que estava lá fora?
Uma banda marcial tocando suas evoluções algo que jamais irei conseguir esquecer,cai aos prantos...foi onde me dei conta que ele realmente estava partindo.
Mas ficaram sementes de um trabalho.

Um grando abraço a todos.

Anônimo disse...

Caro professor ''Cobra'' vc ta totalmente errado.Algo em suas palavras mi chamou muita atenção quando o senhor falou que sua banda é a melhor da paraiba e do nordeste a tão famosa PARAYBANDA que só alagoa grande conhece..rsrs.Isso não é fato veridico pois não competiu com as melhores bandas do seu estilo a banda de itabaiana e a banda de areia alvaro machado.Sua banda tem instrumentos que não fazem partes dos ensinamentos do grande professor mota peixe,pois ele não era de palhaçadas e de exageros como os seus.Garanto uma coisa ao senhor grande professor O grande mestre MOTA PEIXE não permitiria liras nem suas evoluções esquesitas.Sou Especialista no assunto intendo muito sobre e assunto espero que vc Reflita sobre seu conceito de banda marcial e fanfarra.

Crispiniano Feitosa disse...

Eita, Romulo. Sua memória é fantástica. Parabens. Aqui é Crispiniano Feitosa.
Estudamos juntos e tivemos felicidade de ter nascido em nossa fantástica Areia. Mesmo meninos pobres, tivemos sorte de ter professores como Fernando Peixe e Dona Maria Violetta de Brito Lyra e Colégio como o Estadual, Escola Paroquial e Escola de Agronomia. Realmente aos 7 de setembros eram realmente fantásticas e nossas viagens à Catolé do Rocha, Campina Grande, João Pessoa, Guarabira etc. Muitos dos amigos citados que faziamos parte da Banda Marcial nunca mais os encontramos, embora tenha eu retornado de João Pessoa para morar em Areia. Aqui estou decidido a permanecer até a morte. A morte, tenho-a como amiga, porém espero tão cedo incomodá-la com seu trabalho. Dela, eu que é distância.
Sim: Além dos aspectos da nossa banda marcial tão bem comandada pelo inesquecível Prof. Fernando Peixe, devemos relembrar os aspectos importantes como o Coral de Dona Sylvia Perazzo Barbosa, a Festa do Rosário com seu Pavilhão montado perto de sua casa; a Festa Nossa Senhora da Conceição como o famoso Parque de diversão Lima montados na Rua Santa Rita; a barraca do Senhor Olívio Damião com seu famoso "Jornal" onde colocava os tira-gostos da cana.
Sim, com relação a Usina Santa Maria, quantas vezes fomos pedir ajuda financeiras ao Senhor Solon, ao Senhor Lyra, pai de Luizinho para ajudar custear nossas viagens de ônibus. Lembro-me também do coral que faziamos parte no Colégio Estadual de Areia, onde nele participamos alunos da primeira turma a concluir o científico em 1973. Lá ainda há uma placa comemorativa deste feito.Finalizo agradecendo a alegria que você proporcionou a todos nós areiense que tivemos oportunidade de estudar com um dos maiores educadores de Areia, juntamente com outras figuras como: Dona Carminha Souza, Seu Américo Perazzo, Prof. Amaury Almeida, Prof. Amaury Alcofordo e o Cônego Ruy Barreira Vieira e tantos outros.
Diferentemente dos dias de hoje, naquele tempo participavamos de atividades paralelas às didáticas (em sala de aula)como para nós um feliz passa tempo como a que faziamos tocando na banda, participando do coral, ou mesmo ajudando construir com nossa força de trabalho a propria quadra de esporte do nosso colégio. Ela também ajudei construir.Naquele tempo nossos pais certamente ficavam satisfeitos e orgulosos sabendo onde os filhos estavam e o que estavam fazendo. A Familia ainda era a célula mais importante da sociedade. Hoje os pais já não sabem onde andam os filhos, nem mesmo os filhos sabem até quem são seus pais. Quantos não estão perdendo ainda jovens suas vidas desviadas com às drogas e acidentes de motos em detrimento aos estudos. Areia ainda é uma cidade com maior número de alunos iniciantes que tenho conhecimento. Muitos deles deixam seus estudos no meio do caminho, diferente do nosso tempo. No nosso tempo, poucas foram e eram as famílias de Areia que nos anos 60 e 70 não tinham ou tiveram filhos e parentes alunos concluintes do Curso Superior, por mais humilde que fossem estas famílias. No nosso tempo, possuir uma bicicleta era privilégio para poucos. Hoje todos querem e possuiem suas motos, muito delas compradas com empréstimos feitas pelos avós e pais forçados pelos filhos, até como condição para se matricular numa escolha, mesmo repitido o ano frequentemente. De vícios, poucos fumavam "piolas'' encontradas nas rua. Alguns de tempo e tempo, bebiam "aquela cachaça" quando achava alguem para pagar ou pedir que para nós pagassem.
Atualmente, quantos filhos sem famílias e sem saber onde andam seus pais. Quanats mães solteiras e quantos casias jovens já divociados com inúmeros relacionamentos e filhos de pais diferentes. Quantas nascimento de crianças de pais areienses nascidos em outras cidades, já que o Hospital de nossa cidade, há tempo não dar condições de se nascer em Areia. É uma Pena.
De José Crispiniano Feitosa Filho

José Benedito do nascimento nascimento disse...

Faltou na lista da banda marcial JOSE BENEDITO IRMÃO DE TOUCHA (CORNETEIRO) ANTONIO LUIZ GREGORIO IN MEMÓRIA (CORNETEIRO,